quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Os olhos da revolução

Eu sou a revolução,
Sou as horas que correm rumo ao desespero
Nas intempéries de minhas andanças.

Navego no triunfo da causa,
Para me abrigar
Em meus dilemas mais profundos.

Sou a revolução de mim mesmo
E de ninguém...
Penetro nos sentidos do absurdo,
Para promover novas descobertas.

Regras primárias
Não seduzem minhas indagações.

E a revolução que desperta em mim
Não se subtrai a um propósito concreto...
Mas sim, a um encontro que me levará a desvendar
Aquilo que se perdeu.
No conflito de minhas lembranças.


Hugo Paz


segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Hugo Paz em bate papo no museu de saúde pública



Em participação no evento que aconteceu no Museu de saúde pública Emílio Ribas, a convite do amigo e ativista cultural, Victor Gonzalez, onde eu e o poeta Serginho Poeta, fomos entrevistados, além de ter participado de um roda de leitura de textos sobre imigrantes da América latina.
Uma tarde enriquecedora e produtiva, com muita poesia, artes e hibridismo cultural.
Muito obrigado ao projeto Ecos latinos e todos participantes dessa grande evento.

Abraços poéticos.

























quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Um grito passageiro

Os lugares que você não queria estar... São passageiros!
As ofensas... São passageiras!
Os amores perdidos... São passageiros!
Os dias tenebrosos... São passageiros!
Inclusive as enfermidades mais temíveis, são passageiras.
O artista se constitui na resistência,
Resiste aos recessos do tempo para se reconstruir em suas emoções.
E como tudo passa,
O que fica são suas expressões
As quais o mundo teve o prazer de absorver...
Mesmo em sua mais rápida passagem.

Hugo Paz

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Hugo Paz na rádio Gazeta em gravação das poesias para projeto Recriações de Abaporu


Ontem 04/10, nos estúdios da rádio Gazeta FM, em parceria com a faculdade Cásper Líbero, para gravação das poesias que fiz que irá compor o projeto Recriações de Abaporu, voltado para o público que possui deficiência visual.
Muito honrado em poder fazer parte dessa iniciativa que visa promover a arte, a cultura e o desenvolvimento humano e social.
As poesias gravadas foram, O corpo e O resgate de Abaporu.
Assim que os áudios estiverem prontos compartilho com vocês.

Abraços poéticos







quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Hugo Paz no CEU Jabaquara


Ontem 20/09 participei de um atividade de incentivo a leitura no CÉU Caminho do mar , localizado na região do Jabaquara, a convite da coordenadora Vera Pastore.

Foi um encontro muito especial, com os jovens do 6º ano, onde discuti sobre política, cidadania, literatura, arte e sociedade.
A poesia como ferramenta de transformação e mudança de pensamentos.

Seguem as fotos desse grande evento.

Agradeço a todos que participaram desse encontro.

Viva a arte!!!

Viva a poesia!!!

Abraços poéticos